Algumas dicas para otimizar qualquer notebook

otimizar qualquer notebook

A velocidade é uma das partes mais importantes de qualquer computador. No entanto, muitas vezes o dispositivo não está à altura das tarefas que solicitamos.

Isso pode ocorrer por vários motivos: computador antigo, memória cheia, software desatualizado, etc. Mas seja qual for o caso, na maioria dos casos existe um caminho que podemos seguir para obter um notebook mais rápido.

Hoje vamos revisar diferentes opções para fazer isso. Desde as mais simples que podem ser feitas em menos de uma hora, até as alterações físicas e melhorias no notebook.

As vantagens de manter seu notebook atualizado

Todos os dispositivos devem ser mantidos atualizados no que diz respeito ao software, pois, dessa forma, se evitam problemas na gestão do hardware e se otimiza o seu funcionamento. Além disso, ao manter os dispositivos otimizados, é possível neutralizar problemas de software, como a intrusão de diversos tipos de malware, que podem ser muito mais prejudiciais.

manter seu notebook atualizado

Da mesma forma, também é possível aumentar a vida útil de um dispositivo, pois o software é atualizado para proporcionar melhor desempenho com os componentes disponíveis.

Como os componentes de um notebook não podem ser melhorados, de modo geral, as atualizações são uma forma de, por assim dizer, obter mais energia ou mais potência dos componentes já instalados.

Melhore o software

Vamos começar com a maneira mais simples de dar um impulso ao notebook: software. Para quem não sabe a diferença entre hardware e software, software se refere aos programas e sistemas do computador, os não-físicos, digamos.

Por outro lado, hardware são as partes físicas que ajudam o sistema a funcionar. O Windows, como sistema operacional, é um software, o SSD faz parte do hardware.

Como você pode imaginar, atualizar e trabalhar com diversos softwares é muito mais fácil do que com hardware, pois não precisamos comprar peças novas ou fazer qualquer tipo de instalação.

Então, as dicas a seguir são coisas que, se quiser, você pode fazer agora mesmo.

Desfragmentar

Uma maneira muito útil de obter mais velocidade sem precisar alterar nenhum componente é a desfragmentação de disco. Sem entrar em detalhes, consiste em “ordenar” melhor as pastas internas do disco rígido, o que agiliza o acesso.

Isso pode ser feito em minutos, mas apenas nos discos rígidos que possuem tecnologia HDD. No outro tipo de disco, os SSDs, isso não é necessário porque possuem outro sistema mais eficiente.

Diminua programas desnecessários

O computador tem um número limitado de ações que pode realizar ao mesmo tempo. Cada programa utilizado ocupa espaço nessa quantidade e se ela for maior do que pode fazer, o desempenho do notebook será reduzido.

Alguns programas estão configurados para iniciar automaticamente no momento em que ligamos o notebook. Se muitos deles se acumularem, não só demorará muito mais para iniciar, mas o desempenho geral também será mais lento.

Então, uma boa forma de aumentar a velocidade é fazer uma limpeza de arquivos: revise e elimine programas desnecessários que estão ocupando esse espaço. Para isso, deve entrar no menu iniciar (pode usar o logotipo do Windows no canto inferior esquerdo ou “pesquisar” na lupa) e procurar por “gerenciador de tarefas”.

Aqui verá todos os programas ativos nesse momento. Se nunca fez isso, poderia ter uma surpresa. Existem alguns programas executados em segundo plano porque os instalamos uma vez e os esquecemos completamente.

Por outro lado, alguns outros podem ser úteis, mas consomem uma boa quantidade de memória, por isso, se quiser melhorar o desempenho, pode considerar eliminá-los.

Alguns exemplos disso poderiam ser o Google Drive, que sempre roda em paralelo para salvar arquivos, Steam, Discord ou até mesmo aplicativos como o Spotify.

Em qualquer caso, é sempre recomendável ter muito cuidado ao tentar eliminar programas com o gerenciador de tarefas, pois alguns podem ser fundamentais para o sistema.

Melhorar o hardware

Agora vamos passar para o hardware, os diferentes componentes do computador. Embora melhorar o hardware seja mais difícil (e caro) do que o software, a realidade é que aqui poderemos encontrar as formas mais eficientes de acelerar os nossos equipamentos.

Porém, também é verdade que, diferentemente dos computadores desktop, os notebooks têm um limite muito maior quando se trata de melhorias de hardware. Portanto, vamos concentrar nosso guia em dois dos principais componentes que podem ser melhorados: o disco rígido e a memória RAM.

Expandir RAM

Vamos começar com a forma mais eficiente de melhorar a velocidade do nosso computador: expandir a RAM. Você lembra do que mencionamos sobre o número máximo de ações que um PC pode realizar ao mesmo tempo? Bem, isso é basicamente determinado pela RAM.

Isso nos diz a quantidade de informação que o computador pode processar em um determinado momento. Quanto maior for a memória RAM, mais coisas poderemos fazer simultaneamente e melhor será o desempenho geral.

Trocar disco rígido

O disco rígido é o local onde o computador armazena todas as informações. Fotos, jogos, programas, vídeos: todos os arquivos que baixamos ou programas que usamos estão no disco rígido.

Embora o disco rígido não tenha uma relação tão direta com o desempenho do notebook quanto a RAM, o tipo de disco rígido pode fazer a diferença.

Existem dois tipos de tecnologias de disco rígido, HDD e SSD. Entre os dois, o mais eficiente de longe é o SSD, mas também é o menos utilizado em notebooks comuns, por ser mais caro.

Como já foi dito, atualizar o disco rígido não funcionará da mesma forma que atualizar o cartão de RAM. Nesse último o mais importante é a sua capacidade, enquanto aqui o que se destaca é a tecnologia do disco.

Portanto, se tivermos um disco com, por exemplo, um HDD de 1 TB, encontraremos uma mudança se o trocarmos por um SSD de 1 TB. Porém, no caso de termos um SSD de 1 TB, não veremos um aumento significativo no desempenho se o atualizarmos para um SSD de 2 TB.

Isso acontece pois a melhoria ocorre porque o SSD tem uma velocidade de acesso mais rápida à informação armazenada. A quantidade de memória não é relevante para o desempenho, mas sim para a velocidade com que ela pode ser acessada.

Encerramos nosso artigo de hoje. Esperamos ter conseguido nos explicar bem, sabemos que essas questões técnicas podem ser de difícil compreensão para quem não tem muita habilidade com notebooks, por isso tentamos colocar o melhor de nós em nossa apresentação.

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *